Sec√ß√Ķes
  Entrada CESE Projetos Casos de Sucesso VFF (not√≠cia)
Ac√ß√Ķes do Documento

VFF (notícia)

Virtual Factory Framework

Volkswagen Autoeuropa recorre a tecnologia do INESC TEC para aumentar produtividade

Projeto Virtual Factory Framework melhora processos fabris na ind√ļstria europeia

A tecnologia desenvolvida pelo Centro de Engenharia de Sistemas Empresariais (CESE) do INESC TEC no √Ęmbito do projeto Virtual Factory Framework vai permitir √†s empresas melhorar os seus processos internos, atrav√©s de ferramentas capazes de avaliar o comportamento complexo e din√Ęmico de uma f√°brica. A portuguesa Volkswagen Autoeuropa foi a primeira f√°brica a aplicar a tecnologia para a qual INESC TEC contribuiu ativamente, comprovando mais uma vez a capacidade do Laborat√≥rio Associado de fazer investiga√ß√£o direcionada para a ind√ļstria e com impacto na competitividade nacional.

CESE desenvolve tecnologia para monitorização de processos industriais

Os sistemas de produção são cada vez mais complexos. Hoje em dia uma planta fabril deve ser capaz de produzir vários e diferentes tipos de produtos. Foi com o intuito de satisfazer estas exigências que começou a ganhar forma, em 2009, o projeto europeu Virtual Factory Framework (VFF).

O projeto desenvolveu uma nova plataforma cujo principal objetivo era garantir a interoperabilidade entre diversas ferramentas espec√≠ficas para cada ciclo de vida de uma f√°brica de modo a rentabilizar a produ√ß√£o e garantir a competitividade. Atrav√©s do conceito VFF √© poss√≠vel integrar software dedicado √† modeliza√ß√£o 3D com ferramentas de simula√ß√£o e/ou uma ferramenta de medi√ß√£o de performance.

VFF VFF

A tecnologia VFF permite planear, ver e simular virtualmente o ambiente de uma unidade fabril, atingindo o conceito de f√°brica virtual. Esta torna-se assim uma ferramenta extremamente √ļtil para os stakeholders na tomada de decis√Ķes, uma vez que conseguem gerir e planear os processos industriais em tempo real, e com uma maior quantidade de informa√ß√£o.

INESC TEC foi um dos parceiros mais ativos do projeto
O projeto √© europeu e reuniu 28 parceiros, entre os quais o INESC TEC que assumiu desde o in√≠cio uma posi√ß√£o dominante, estando envolvido na execu√ß√£o de seis dos oito workpackages (esp√©cie de sub-tarefas) previstos e liderando um deles. ‚ÄúFomos o terceiro parceiro com mais esfor√ßo afeto ao projeto‚ÄĚ, resume Ant√≥nio Almeida, investigador do CESE envolvido desde o in√≠cio no VFF, liderado no INESC TEC por Am√©rico Azevedo. Da equipa do INESC TEC neste projeto, fizeram tamb√©m parte os investigadores do CESE √Ālvaro Caldas, Jo√£o Bastos, Roberto da Piedade, Ant√≥nio Correia Alves e Filipa Ramalho.

Entre v√°rias tarefas, o INESC TEC foi respons√°vel pela implementa√ß√£o de I&D na √°rea de Gest√£o de Performance. O motor de medi√ß√£o de performance (Performance Measurement Engine) e o modelo de dados foram dois dos principais resultados do projeto, que originou tamb√©m o desenvolvimento de um novo conceito e abordagem denominado/a ‚Äúfactory templates‚ÄĚ. ‚ÄúEsta abordagem inovadora permite que uma empresa consiga planear e gerir os seus processos industriais e de neg√≥cio, durante todo o ciclo de vida da f√°brica, de uma forma automatizada e em tempo real‚ÄĚ, explica Filipa Ramalho.

Américo Azevedo VFF

Com o final do projeto e os resultados obtidos espera-se que as empresas sejam capazes de calcular automaticamente os principais indicadores (KPIs), o que irá resultar numa diminuição drástica do custo associado ao cálculo, hoje em dia feito de forma manual. As empresas vão também conseguir identificar qual a causa do mau desempenho da fábrica, bem como obter mais indicadores que permitam medir desempenho da fábrica.

Volkswagen Autoeuropa vai recorrer à tecnologia para aumentar a produtividade
O know how do CESE revelou-se fundamental para apoiar as empresas portuguesas na melhoria da sua eficácia e eficiência, com a adoção de ferramentas e metodologias. Enquanto parceira industrial, a Volkswagen Autoeuropa foi a primeira a usufruir da tecnologia, a partir do mês de maio.

Prevê-se que a plataforma ofereça melhorias significativas ao nível dos processos de gestão e avaliação de desempenho da produção da fábrica de Palmela. Transita-se de um processo manual e moroso, em que milhares de dados são registados e analisados, diariamente, pela equipa de trabalho, para uma tecnologia que recolhe, compila e calcula esses mesmos dados de forma automática e em tempo real. Ganham-se horas de trabalho e disponibilidade de recursos para outras tarefas, ao mesmo tempo que se diminui a margem de erro, uma vez que todo o processo é automatizado.

VFF VFF

‚ÄúA Volkswagen Autoeuropa n√£o s√≥ vai poder medir o n√≠vel de produtividade a qualquer momento, como tamb√©m vai conseguir identificar os pontos da cadeia de produ√ß√£o que os influenciam diretamente. Tal acontece porque esta tecnologia consegue isolar cada vari√°vel que influencia o n√ļmero de horas necess√°rias para produzir cada carro‚ÄĚ, assegura o investigador Am√©rico Azevedo.

O testemunho da empresa de Palmela √© tamb√©m bastante positivo. "A parceria com o INESC TEC foi muito enriquecedora para a Volkswagen AutoEuropa, permitindo a partilha de know how pr√°tico e te√≥rico", afirma Margarida Pereira, diretora da √Ārea de Engenharia Industrial e Gest√£o Otimizada da empresa. "Destacamos o forte empenho e profissionalismo da equipa do INESC TEC que nos acompanhou neste projeto‚ÄĚ, acrescenta a diretora.

A parceria com esta produtora de autom√≥veis vai continuar. O impacto da tecnologia foi tal que a empresa j√° identificou outras √°reas em que o apoio do INESC TEC poder√° vir a ser √ļtil. A Volkswagen Autoeuropa est√° neste momento a negociar um novo projeto com o instituto portugu√™s, que funcionar√° como uma extens√£o do projeto VFF, onde o principal objetivo √© garantir que a ferramenta possa ser usada com elevado n√≠vel de confian√ßa nos processos de gest√£o. A primeira fase deste projeto terminou no final do primeiro semestre de 2013.

VFF VFF

Mais um bom exemplo de ‚Äúcasamento‚ÄĚ entre investiga√ß√£o e ind√ļstria

O VFF √© mais um projeto CESE com uma forte componente industrial e empresarial que vem comprovar a importante contribui√ß√£o do INESC TEC para a moderniza√ß√£o da ind√ļstria nacional e europeia. Todos os casos de uso e m√≥dulos funcionais, conceitos e metodologias desenvolvidos foram testados e validados com um parceiro industrial, neste caso a Volkswagen Autoeuropa.

Al√©m disso, a import√Ęncia e utilidade da tecnologia para o futuro empresarial e industrial √© inequ√≠voca. No balan√ßo que fazem do projeto, √Ālvaro Caldas e Ant√≥nio Almeida n√£o t√™m d√ļvidas. ‚ÄúEste foi um projeto pioneiro financiado pela Uni√£o Europeia, numa √°rea em que esta confirma dar, nos pr√≥ximos anos, bastante relev√Ęncia: a √°rea interoperabilidade para as f√°bricas digitais‚ÄĚ, asseveram.

O facto de o CESE ter sido procurado como parceiro de excel√™ncia para o desenvolvimento de novos projetos no √Ęmbito das f√°bricas do futuro constitui outro indicador do m√©rito do INESC TEC na √°rea Industrial. A capacidade de fazer investiga√ß√£o com e em proveito da ind√ļstria, e com resultados imediatos na competitividade nacional, √© j√° um dado adquirido. Prova disso √© o r√°cio de financiamento proveniente destes projetos, que no INESC TEC supera aquele que prov√©m da Funda√ß√£o para a Ci√™ncia e Tecnologia (44 por cento versus 32 por cento de projetos FCT).

Al√©m da Volkswagen Autoeuropa e do INESC TEC, o projeto contou com a participa√ß√£o de mais 26 parceiros, entre os quais se destaca a n√≠vel nacional a ATEC (Associa√ß√£o de Forma√ß√£o para a Ind√ļstria), e a n√≠vel internacional o ITIA (coordenador do projeto), a AUDI, a Alenia, o Fraunhofer, a ETH Zurich, a Tecnalia e o RWTH-WZL. O VFF est√° inserido no √Ęmbito do 7¬ļ Programa-Quadro da Uni√£o Europeia.

Créditos fotos 4, 5 e 6: Volkswagen Portugal

destaque.jpg
destaque.jpg
anuncio-contactos

Contactos

CESE +351 22 209 4398/9